Papo Reto News

LITORAL NORTE RS

Desativado há 12 anos, Sessinsão vira depósito de lixo enquanto definha em Cidreira

Publicado por Papo Reto News em

Erguido em 1996, com o objetivo de fortalecer a temporada de veraneio no Litoral Norte e principalmente Cidreira com jogos de futebol, contando principalmente com a presença dos gigantes Grêmio e Inter, o Estádio Municipal Antônio Braz Sessim, o Sessinzão, está desativado desde 2010, e segue em seu processo de deterioração.

A prefeitura da cidade litorânea sempre teve planos para reerguê-lo, mas as ideias não saem do papel. Há um ano, existia o projeto da construção de um novo campo, para receber partidas de equipes amadoras, e também a construção de um novo ecoponto em frente ao Sessinzão. O que existe no local é uma pista de motocross, e que já sediou campeonatos antes da pandemia do coronavírus.

O estádio localizado na Avenida Cidreira apresenta muito lixo ao seu redor. O portão que impedia a entrada de invasores foi derrubado, e agora para entrar, basta apenas seguir reto, saindo diretamente dentro do gramado. Ou o que um dia foi o gramado, pois lá se encontra muito mato e dejetos de animais e até de seres humanos. Muitos colchões podem ser vistos abaixo das arquibancadas, assim como pedaços de roupas. As duas goleiras, que estavam instaladas há um ano, foram roubadas.

O veranista Alvair Borgheti da Silva, de Viamão, disse que veraneia todos os anos em Cidreira, nas proximidades do estádio. E sente um desconforto com a situação. “A prefeitura deveria arrumar o estádio, para a gente ter uma diversão”, diz ele, ressaltando ser contra a implosão do Sessinzão. “É quase uma vergonha isso aqui”, lamenta. “Há cada ano que passa e volto pra cá, me assusto mais e mais”, garante. Alvair afirmou que todos os dias vai até o local e acaba encontrando em meio ao lixo muito material que pode ser reciclado. “Cara, as pessoas chegam aqui e largam todo tipo de coisa. Já achei até geladeira e televisão. Eu tiro do lixo e até faço um troquinho”, diverte-se. “Até acabo fazendo o trabalho que a prefeitura deveria fazer, que é o de limpar isso”, completa.


Fonte, Texto e Foto: Correio do Povo/Mauro Schaefer/Chico Izidro/Jornal Rota do Mar

Categorias: Noticias

0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *